Cólon irritável e

hipnoterapia

 

Início
O cólon
Sites recomendados
Stress e ansiedade
Hipnoterapia e cólon
Estudos publicados

 

Stress e ansiedade

O stresse ou tensão nervosa ou stress (em inglês)  pode ser definido como a soma de respostas físicas e mentais de uma incapacidade de distinguir entre o real e as experiências e expectativas pessoais. Pela definição, stress inclui a resposta de componentes físicos e mentais.

O termo stress foi publicado pela primeira vez em 1936 pelo médico Hans Selye na revista científica Nature. Existem dois tipos de stress: crónico e orgânico.

O stress pode ser causado pela ansiedade e pela depressão devido à mudança brusca no estilo de vida e a exposição a um determinado ambiente, que leva a pessoa a sentir um determinado tipo de angústia. Quando os sintomas de stress persistem por um longo intervalo de tempo, podem ocorrer sentimentos de evasão (ligados à ansiedade e depressão). Os nossos mecanismos de defesa passam a não responder de uma forma eficaz, aumentando assim a possibilidade de vir a ocorrer doenças, especialmente cardiovasculares.

Ansiedade é uma característica biológica do ser humano, que antecede momentos de medo, perigo ou de tensão, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, nervosismo, aperto no tórax, transpiração, etc.

Todas as pessoas podem sentir ansiedade, principalmente com a vida atribulada atual. A ansiedade acaba tornando-se constante na vida de muitas pessoas. Dependendo do grau ou frequência pode se tornar patológica e acarretar em muitos problemas posteriores, como o transtorno da ansiedade.

Ter ansiedade ou sofrer desse mal faz com que a pessoa perca uma boa parte da sua auto estima, ou seja, ela deixa de fazer certas coisas porque se julga ser incapaz de realizá-las. No entanto, o termo ansiedade está de certa forma interligado com o a palavra medo, sendo assim a pessoa passa a ter o medo de errar quando da realização de diferentes tarefas, sem mesmo chegar a tentar.

Esses dois aspectos, tanto a ansiedade quanto o medo, não surgem na vida da pessoa por uma escolha, acredita-se que de certa forma, alguma palavra dita no seu passado por alguém, uma ofensa, um comentário, uma atitude negativa em relação a pessoa que sofre desse mal, pode ser a causa principal do surgimento desses sintomas. É necessário então que a pessoa encontre um meio de superação e continue vivendo, tendo a certeza, que as coisas ruins vividas no passado servirão apenas de crescimento e amadurecimento futuro.

A actividade física está associada à redução de estados de ansiedade.

As pessoas ansiosas têm um vasto número de sintomas (veja a lista abaixo). Muitos resultam de um aumento da estimulação do sistema nervoso vegetativo ou autónomo, que controla o "reflexo ataque fuga".Outros são " somatizações", ou seja, os doentes convertem a ansiedade em problemas físicos, incluindo dores de cabeça, distúrbios intestinais e tensão muscular. Cerca de metade das pessoas com ansiedade sofrem principalmente de sintomas físicos, normalmente localizados nos intestinos e no peito.

Sintomas

Fadiga;

insónia;

falta de ar ou sensação de sufoco;

picadas nas mãos e nos pés;

confusão;

instabilidade ou sensação de desmaio;

dores no peito e palpitações;

afrontamentos, arrepios, suores, frio, mãos húmidas;

boca seca;

contracções ou tremores incontroláveis;

tensão muscular, dores;

necessidade urgente de defecar ou urinar;

dificuldade em engolir;

sensação de ter um "nó" na garganta;

dificuldades para relaxar;

dificuldades para dormir.

 

       Links

 

Cólon irritável

Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia

National Center for Biotechnology Information

London College of Clinical Hypnosis

Hipnoterapia

                  

Deve sempre consultar o seu médico de família, ou médico assistente, ou gastroenterologista, sobre esta doença.

Para mais informações relacionadas com este site: colonirritavel@gmail.com